www.google.com.br

segunda-feira, 12 de março de 2012

A arte da primeira metade do século xx


Na pintura e na escultura desenvolveram-se tendências artísticas como a Expressionismo, o Fauvismo, o Cubismo, o Abstracionismo, o Surrealismo e a Futurismo. Cada qual a seu modo, elas expressaram as aflições e as esperanças da época.
                  O Expressionismo:
                 A emoção na distorção: Observe que a figura representada parece contorcida sob o efeito de emoções como medo, aflição, incerteza. As linhas curvas do céu e da água, assim como a linha da ponte, conduzem o olhar do observador, a boca da figura, que se abre num grito perturbador.
O Grito (1893), de Edvard Munch. Dimensões: 91 em x 73 em. Galeria Nacional, Oslo.

 O Fauvismo:  
Uma composição de Matisse:Para Matisse, as figuras interessam como formas que constituem uma composição. Observe nesse quadro como as figuras humanas, o céu ao fundo e a terra formam um todo. Veja o emprego simples, mas intenso, das cores: o azul forte do céu, o verde da terra e o vermelho dos corpos. Note ainda a impressão de movimento que temos ao olhar as figuras que dançam entre o céu e a terra. Repare nos pés e nos braços das figuras: cada uma delas parece continuar o movimento iniciado pela outra, como numa roda que gira sem interrupção.
A dança (1909), de Henri Matisse.
Dimensões: 2,60 m x 3,90 m.
Museu Hermitage, São Petersburgo.
                  
                  O Cubismo
Os horrores da guerra
Nesse enorme quadro Picasso utilizou apenas o preto, o branco e alguns tons de cinza, criando detalhes que impressionam o observador. Alem das pessoas mortas no chão, uma mulher segura uma criança e olha para cima como que procurando identificar de onde vêm as bombas; uma pessoa parece gritar em desespero; um cavalo, com o corpo contorcido, parece relinchar. Não vemos as bombas; apenas um c1arao ao fundo. Mas reconhecemos a violência da cena: um bombardeio sobre uma cidade desprotegida.
Guernica (1937), de Picasso. Dimensões: 3,50 m x 7,82 m.
Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, Madri.
                
                   O Abstracionismo
Observe que nesta obra ainda podemos identificar (mesmo de forma simplificada) algumas lanças e montanhas, uma fortaleza e um arcoris. Porem, mais que os objetos, reconhecemos uma serie de linhas diagonais e cores que vão do negro bem nítido ate borrões de cores suaves.
Batalha (Cossacos) (1910-1911)1 de Kandinsky.
Dimensões:94,6emx1,30m Tate Gallery, Londres.
                
               O Surrealismo
                Na imagem ao lado o pintor representa o sono como uma cabeça que lembra um enorme leol, apoiada em muletas. No conjunto da tela ha representações da realidade (casa, cachorro, mulher, barco)- em um espaço indefinido.  Dada a ausência de lógica, a cena lembra imagens de um sonho.

O sono (1937), de Salvador Dali.
Museu Boymans - Van Beuningen, Roterda.
 
             O Futurismo
 
Esta escultura foi idealizada em 1913, mas foi fundida em bronze apenas em 1931. Observe como a obra, com mais de um metro de altura e feita com material pesado, transmite a ideia de um movimento vigoroso.
Formas únicas de continuidade no espaço (1913), de Umberto Boecioni.
Dimenes: 1,26 m x 89 em x 40,6 em.
Coleção particular, Roma.


  Aos alunos da 212-EM                                   Profª Dalva Dias





Um comentário:

Roberta disse...

OTIMO, GOSTEI DO BLOG DO MARIO QUIRINO MOMENTOS VIVIDOS DE UMA GRANDE FAMÍLIA DE UMA HISTÓRIA,LEMBRANÇAS Q JAMAIS SERÃO ESQUECIDAS, Q VAO FICAR ETERNAMENTE NA LEMRANÇA,MARIO QUIRINO É MINHA FAMILIA JA FAZ PARTE DE MIM...